Chá Canto


Embalagem de Chá Canto em metal datada de 1900

O “Chá Canto” era produzido pela fábrica do ilustre senhor José do Canto. Esta unidade fabril iniciou a sua actividade em 1883 e situava-se no caminho que liga a cidade da Ribeira Grande à Lagoa do Fogo na ilha de São Miguel - Açores. De todas as fábricas de chá esta foi a mais emblemática tanto em São Miguel como no continente Português tendo, até aos anos cinquenta do século passado, um anúncio numa das fachadas da praça dos restauradores em Lisboa.

José do Canto foi um dos principais impulsionadores da introdução da cultura do chá nos Açores tendo também possuído uma plantação de chá na ilha do Faial. Tal como a sociedade promotora da agricultura Micaelense, contratou, às suas expensas, dois técnicos chineses para virem aos Açores aperfeiçoarem as técnicas da produção de chá.

Por impossibilidades de aspecto prático os herdeiros de José do Canto tiveram que desistir da produção na década de setenta do século XX.

Em 2011 a herdeira Maria Jardim Hintze ofereceu a marca “Canto” a Hermano Mota da Fábrica de Chá Gorreana na condição deste relançar e manter a marca “Canto” no mercado como homenagem ao seu fundador, José do Canto.