Quem fala de chá e dos Açores, fala de Gorreana

Gorreana

Por ser um marco da cultura açoriana e um grande ponto de interesse turístico e de paragem obrigatória (não só por quem visita a ilha, mas também pelos residentes da ilha de São Miguel), o nosso chá e a nossa fábrica são mencionados e destacados pelas mais diversas publicações, quer seja pelas qualidades únicas do nosso chá ou pelas referências históricas.

Com efeito, a Gorreana estará sempre ligada não só à introdução do chá no arquipélago mas também à história e cultura da ilha de São Miguel e dos Açores.

 Destacamos neste caso a Agenda Açores que se dedica à divulgação de eventos de todo o tipo a realizarem-se nas 9 ilhas.

Oferece também várias informações a quem deseja viajar para os Açores, nomeadamente, como planear a viagem, informações sobre transportes, festas ou festivais, entre outros. No espaço intitulado “TOP AZORES” pode encontrar diversas curiosidades, entrevistas e histórias que valem a pena contar sobre Arquipélago dos Açores.

A Agenda Açores escreveu um interessante artigo sobre a origem das plantações de chá na ilha que, sem dúvida, vale a pena espreitar aqui.

Outra publicação interessante é a do jornal diário Açores 9. Este é um jornal generalista de notícias, cultura geral, eventos e de assuntos relacionados com as 9 ilhas dos Açores, em formato digital.

Aqui pode encontrar, todos os dias, novas informações sobre o que se passa no arquipélago e no mundo, não só a nível político, cultural, mas também desportivo.

Neste artigo, escrito pelo Açores 9, poderá conhecer mais um pouco sobre a história da produção de chá em São Miguel, que, desde a introdução do chá nos Açores no século XIX, chegou a ter 40 unidades de transformação de chá, para ler aqui.

O portal byAçores é um guia completo, não só para quem deseja visitar os Açores, mas também para os próprios residentes descobrirem as maravilhas de todas as ilhas.

Onde dormir, onde comer e o que fazer são alguns dos tópicos que pode encontrar neste site. Também eles dedicaram um artigo relativo à história da Fábrica Gorreana, do Museu e das nossas plantações que poderá consultar aqui.

Co-financed by:

Gorreana 2015 | Developed by CBB

All rights reserved